Domingo, 14 de Julho de 2024
Publicidade

Ciência, tecnologia e inovação recebem R$ 49,2 milhões para infraestrutura e projetos

Governador Carlos Massa Ratinho Junior liberou investimentos para potencializar o ecossistema de inovação no Paraná. Ele também destacou a importâ...

20/06/2024 às 17h32
Por: Victor Leal Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Paraná
Foto: Reprodução/Secom Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior liberou R$ 49,2 milhões em investimentos para potencializar o ecossistema de inovação no estado. Entre os documentos, também estava uma autorização para um novo edital de credenciamento de ambientes promotores de inovação e um edital para mais uma edição do curso de especialização em Gestão de Ambientes Promotores de Inovação. Os anúncios foram feitos nesta quinta-feira (20) durante a Connect Week Summit 2024, em Curitiba.

Desse montante, R$ 32,5 milhões serão destinados para 147 projetos selecionados pelas chamadas públicas n.º 19/2023 e n.º 20/2023. Os recursos serão repassados por meio das secretarias da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), da Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI) e da Fazenda (Sefa), além da Fundação Araucária. Todos os projetos terão o prazo de execução de até três anos.

Como contrapartida, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae/PR) vai investir R$ 4 milhões em serviços de consultoria para essa ação. Os projetos são voltados para impulsionar negócios nos ecossistemas paranaenses, no âmbito do Sistema Estadual de Ambientes Promotores de Inovação (Separtec).

Os projetos aprovados nas chamadas públicas estão alinhados às áreas prioritárias e transversais do Fundo Paraná, dotação orçamentária administrada pela Seti; e aos Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação, assim como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

O governador destacou a importância do Paraná ser um Estado promotor dos avanços tecnológicos e a relevância da formação da força de trabalho para a área. “Temos informações que de todas as profissões que serão necessárias para os próximos 10 anos, 65% são ligadas à tecnologia. Essas profissões serão criadas por meio da tecnologia, para a tecnologia ou para outros setores que necessitem de tecnologia”, afirmou.

Além dos ambientes preparados para a inovação, o governador salientou que é importante a orientação dada pelo Estado para trilhar o avanço em várias frentes nesta área. “O poder público é o indutor do desenvolvimento, seja por meio das escolhas realizadas para atrair a iniciativa privada para gerar emprego, assim como, para preparar a máquina pública para atuar com bons técnicos, bons colaboradores, e bons servidores”, explicou.

O secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Nelson Bona, reforçou que as ações governamentais convergem para que o Paraná seja um provedor de tecnologia e inovações. “O nosso governador tem transformado o estado em diferentes áreas, por meio de investimentos realizados em ciência, tecnologia e inovação, e hoje celebramos a unidade dos ecossistemas de inovação e dos ambientes promotores de inovação no estado do Paraná”, pontuou.

Entre as propostas selecionadas para receber investimentos estão a Incubadora Tecnológica de Maringá, na região Noroeste do Estado, que pretende aprimorar a estrutura organizacional e física do Parque Tecnológico Maringatech; o Cilla Tech Park, instalado em Guarapuava, no Centro-Sul do Paraná; e o Hub Hotmilk, localizado na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), em Curitiba.

Outro projeto selecionado para receber investimentos é da prefeitura de Guaratuba. Serão R$ 100 mil para equipar e melhorar a estrutura do Centro de Inovação e da Agência Guará 3.0.

O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, explica que a cidade tem sido um ponto de referência para pessoas que trabalham de forma remota. “Guaratuba é um polo atrativo para pessoas que trabalham emhome officepela qualidade de vida e o baixo custo”, enfatiza o gestor. “A proximidade com grandes centros urbanos, como Curitiba e Joinville, a praia, os esportes e o contato com a natureza faz com que as pessoas busquem a cidade”, elencou.

SEPARTEC– Do montante liberado pelo governador nesta quinta-feira, R$ 12,7 milhões serão destinados ao plano de ação do Separtec para 2024. Atualmente, o sistema mantém 188 ambientes promotores de inovação credenciados em 46 cidades. Esse credenciamento é um pré-requisito para o aporte de recursos públicos, em conformidade com a Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Os ambientes são qualificados em 10 categorias: aceleradoras; agências de inovação; centros de inovação; espaços maker; hubs de Inovação; incubadoras; pré-incubadoras; e parques tecnológicos em operação, em implantação e em planejamento.

O anúncio do novo edital para credenciar ambientes promotores de inovação tem como objetivo ampliar os espaços, de forma a regionalizar e interiorizar o acesso às tecnologias digitais para os cidadãos paranaenses.

Já a segunda edição do curso de especialização em Gestão de Ambientes Promotores de Inovação autorizada pelo governador irá beneficiar profissionais que atuam nos ecossistemas para que possam aprimorar os conhecimentos e habilidade. A pós-graduação será ofertada de forma gratuita pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) e o edital será lançado em breve pela Seti.

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL– Além dos anúncios voltados aos ambientes promotores de inovação, o governo lançou Diretrizes Para o Uso de Inteligência Artificial no Serviço Público. A ação é realizada a partir de uma parceria entre as secretarias estaduais, as universidades e outros órgãos estaduais e a big tech Google, uma multinacional de software e serviços digitais.

PRESENÇAS– O evento contou com a presença de autoridades, entre eles os secretários do Planejamento, Guto Silva; da Inovação, Alex Canziani; o presidente do Google Cloud na América Latina, Eduardo Lopes; o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), Augustinho Zucchi; o defensor público-geral, Matheus Cavalcanti Munhoz; o diretor-presidente do Tecpar, Celso Kloss; o diretor-presidente da Celepar, Gustavo Barbosa; o superintendente do Sebrae/PR, Vitor Tioqueta; o coordenador do Separtec, José Maurino Martins; o diretor de Administração e Finanças da Fundação Araucária, Gerson Koch; e o deputado estadual Alexandre Curi. Além deles, estiveram presentes Roberto Di Benedetto, Reitor da Universidade Positivo; Itamir Viola, idealizador do Conect Week; Lucio Kamiji, diretor do Sistema FIEP e coordenador do Conselho Temático de Tecnologia e Inovação para Indústria; Marcus Mazega Figueredo, CEO da Hilab Tecnologia, biotech especializada em tecnologia diagnóstica e saúde digital; e Dario Paixão, presidente da Agência Curitiba de Inovação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários